sábado, 17 de agosto de 2013

LIDERANÇA PRESSUPÕE CONFIANÇA



As Organizações têm buscado a cada dia desenvolver suas equipes em torno de valores e princípios que traduzam a sua própria imagem, sendo que dentre aqueles considerados mais relevantes encontramos a COMUNICAÇÃO EFICAZ e a CONFIANÇA. 
 
Analisando o contexto corporativo atual constatamos que, quando há confiança elevada entre os membros de uma Equipe, a comunicação flui com facilidade e, até mesmo quando o líder comete um erro, tal fato não acarreta divisão vez que seus liderados conhecem suas reais intenções.
 
Segundo Stephen Covey, em sua obra Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, publicado pela Elsevier Editora, "a confiança é a forma mais elevada de motivação humana", então, se você deseja uma transformação em sua equipe, potencializando o comprometimento e a produtividade de todos, o primeiro passo é refletir sobre o quanto é percebido como confiável por cada um de seus liderados. 
 
Analise seus métodos, sua fala e sua coerência no dia-dia, cuidando para que, ao manter a confiança dos que estão presentes, não seja desleal aos que estiverem ausentes.
 
Invista tempo conhecendo realmente seus liderados, respeite a diversidade de opiniões, de habilidades e talentos, buscando construir sentimentos de coletividade e reconhecimento, onde cada um contribui com o seu melhor para a consecução dos objetivos comuns e é valorizado por isso. 
 
A confiança, então, será mera consequência.
 
Abçs e até a próxima!

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

CINCO PASSOS PARA A EXCELÊNCIA

O ambiente de trabalho e a equipe que você vai ter


 
Para montar uma equipe de qualidade em sua empresa, o melhor caminho é criar um ambiente que prioriza a confiança e no qual todos compreendem e aceitam valores firmes e claros. Um local onde todas as opiniões são importantes e a diversidade é valorizada.
 
Construir um ambiente positivo em sua empresa só traz benefícios. Através da construção desse ambiente, o líder cria o engajamento por parte dos funcionários, que passam a ter senso de responsabilidade e compromisso com os resultados do seu negócio.
 
Veja, a seguir, cinco passos para atingir a excelência em seu local de trabalho:
 
1. Dê à sua equipe algum senso de posse, para que eles se sintam parte de algo maior. Defina objetivos com clareza. Atribua responsabilidades e estabeleça limites, mas sem deixar de dar aos funcionários autonomia necessária para executarem seus trabalhos, ressaltando que cada um é responsável pelas consequências das decisões que toma. Dessa forma, você manterá seus funcionários mais focados nos objetivos certos.
 
2. Fomente o trabalho em equipe, onde um ajuda o outro, não apenas em tarefas, mas também a crescer como profissional, e a aprender. Talentos descobertos e bem direcionados podem criar novas oportunidades para o seu negócio.
 
3. Defina valores claros, que estabeleçam um acordo de convivência saudável, e seja duro em relação ao alinhamento de todos com os mesmos. Bons comportamentos devem sempre ser reconhecidos, e aqueles profissionais que não agirem de acordo com os valores da empresa, devem receber feedbacks negativos, depois repreensões, até ser desligados, se não se encaixarem no grupo e/ou não se alinharem com os valores. Esse procedimento criará uma liga entre todos e contribuirá para a geração de um ambiente de confiança.
 
4. Encoraje sua equipe a expressar opinião e mostrar seus pontos de vista. Quanto mais as pessoas se envolverem nas conversas e reuniões, mais benefícios haverá para todos. Isso constrói lealdade e também aumenta a confiança dos funcionários.
 
5. Crie possibilidades de crescimento na empresa e construa planos de carreira para a sua equipe, dessa forma eles ficarão mais engajados e entusiasmados pela perspectiva de crescimento.
 
Disponível em: http://www.nrodrigueslima.com.br/uma-equipe-qualificada/

sábado, 3 de agosto de 2013

LIDERANÇA PRESSUPÕE DELEGAÇÃO


 
Carlos Hilsdorf
Nenhum administrador, diretor, gerente ou supervisor é uma ilha. O sucesso de toda e qualquer liderança reside no aproveitamento de times e equipes compostos por pessoas diferentes, trabalhando com um conjunto de objetivos e metas compartilhadas.

Nenhuma empresa será suficientemente rápida se seus colaboradores tenderem a centralizar e a fazer tudo por si mesmo.

A ”não delegação” é uma âncora muito pesada para toda e qualquer empresa, uma ”âncora” que frequentemente termina afundando a embarcação. Delegar não é apenas eleger alguém a quem você passará determinada tarefa ou missãoDelegar não é livrar-se de algo transferindo este algo para alguém. Delegar é fazer as coisas acontecerem através de outras pessoas.

AO DELEGAR PRECISAMOS FORNECER ÀS PESSOAS:
1. Uma direção, um norte: para que saibam para onde ir.
2. A autoridade, o aval: para que tenham o poder de prosseguir.
3. Os meios e as condições necessárias: para que possam concluir o que lhes foi solicitado.

Uma das características mais importantes na avaliação da alta performance para cargos de decisão e liderança consiste justamente em verificar se o profissional em questão consegue fazer as coisas acontecerem através do trabalho de outras pessoas!

A incapacidade de delegar é um atalho para ser desligado de qualquer participação relevante dentro de uma empresa. Se você não delega ações importantes para seus colaboradores está incorrendo em graves erros:

a) Perdendo a oportunidade de testar o desempenho deles, não sabendo com quem contar diante dos maiores desafios.
b) Acostumando seus colaboradores a viverem dentro de uma zona de conforto. Qualquer solicitação adicional sua passa a ser percebida como ”excesso” ou ”abuso” e recebida com insatisfação.
c) Minando suas possibilidades de promoção, porque não delegando, você não prepara alguém para substituí-lo e decreta sua permanência no mesmo cargo, na mesma função, frequentemente no mesmo patamar de remuneração (a competência da delegação está diretamente relacionada com o nível de remuneração dos profissionais no mundo corporativo. Quem delega melhor, ganha melhor).
Não aprender a delegar é jogar contra si mesmo. Não delegar bem é sabotar a própria carreira! Delegue com excelência, agilize resultados e cresça em sua carreira.

Para delegar melhor:

1. Compreenda o seu verdadeiro papel na empresa ou organização. Por exemplo, se você é um empresário deve dedicar-se à estratégia e à construção do futuro e não a outras atividades rotineiras e tarefeiras que pode e deve delegar.

2. Dedique-se a fazer aquilo que é realmente de sua competência e que não pode ou não deve ser realizado por outro profissional.

3. Aplique o melhor de sua expertise na área da sua expertise.

4. Entenda que quando você delega, você está aguardando pelos resultados! Os caminhos utilizados por outros profissionais para obtê-los não necessariamente serão semelhantes aos seus. Desde que sejam éticos, caminhos diferentes são bem-vindos se alcançam os resultados desejados.

5. Delegar implica colaboração, acompanhamento e feedback. Quando você delega, a ação está só começando, não terminando.

6. Escolha a pessoa certa para a tarefa certa. Muitas pessoas com tendência centralizadora desistem de delegar porque em tentativas anteriores escolheram a pessoa errada para a tarefa e obtiveram frustração com a tentativa. Como tudo na vida, se você delegar mal, vai dar errado!

7. Quando você não tem o hábito de delegar, comece aos poucos. Delegue primeiro pequenas tarefas, conheça a performance das pessoas a quem você está delegando e vá subindo o grau de responsabilidade das tarefas delegadas até ficar somente com aquilo que deve caber essencialmente à sua competência!

8. Assim como você, as pessoas não acertam sempre. Lembre-se disso! Aproveite os erros e enganos para treinar as pessoas para desempenhar melhor suas atribuições.

9. Reconheça sempre que alguém fizer um bom trabalho, especialmente quando suas expectativas forem superadas e o resultado for, até mesmo, superior ao que você teria obtido na realização da tarefa. Se você estiver cercado pela equipe correta isso deve ocorrer com certa frequência.

10. Aprenda com as pessoas a delegar melhor, quando elas falham, além de dizerem algo sobre si mesmas elas estão dizendo muito sobre a liderança que delegou a tarefa.